quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Cação ao Leite de Côco com Pimenta Rosa

Além de não ter espinhos (o que é uma vantagem para as crianças), o cação, como todos os peixes, é uma excelente fonte de ômega 3!
Essa receita é fácil, rápida e muito saborosa...


Cação ao Leite de Côco com Pimenta Rosa


Ingredientes


4 postas grandes de cação
8 pimentas cambuci grandes
1 colher de sopa de pimenta rosa em grãos
6 colheres de sopa de azeite
400ml de leite de côco ou (200ml de leite de côco + 200g de creme de leite)
sal a gosto (cerca de uma colher de chá, se as postas não estiverem muito salgadas)


Para temperar o peixe:
1/2 limão pequeno
sal a gosto
pimenta do reino a gosto


Modo de Preparo


Tempere o cação, algumas horas antes ou na noite anterior, com o limão, sal e pimenta do reino.
Aqueça 5 colheres de azeite e frite rapidamente as pimentas cambuci.
Disponha as postas de cação na panela, acrescente o sal, a pimenta rosa e 200ml de leite de côco. Despeje o azeite restante sobre o peixe.
Deixe cozinhar em fogo médio por cerca de 20 minutos, com a panela semi tampada. Na metade do tempo, você pode virar as postas cuidadosamente (para que não desmanchem) para que cozinhem por igual.
Destampe a panela e deixe cozinhar por mais 10 minutos.
Acrescente o resto do leite de côco ou o creme de leite, e misture o caldo cuidadosamente para manter as postas inteiras. Aqueça (sem deixar ferver, se for o creme de leite).
Desligue a panela, espere pelo menos 15 minutos e pode servir. Se necessário, reaqueça antes.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Torta de Pêssego em Calda

Bonita e gostosa, essa torta é fácil de fazer e uma excelente opção para uma sobremesa especial...


Torta de Pêssego em Calda


Massa


120g de margarina amolecida
1 e 1/2 xícaras de farinha de trigo
1/2 xícara de amido de milho
1 gema
3 colheres de sopa de açúcar


Misture os ingredientes com os dedos, até obter uma massa homogênea.
Deixe descansar por 15 minutos coberta com plástico filme (pvc).
Forre uma forma de aro removível com a massa.
Faça furos com um garfo, para a massa não estufar.
Leve ao forno médio até dourar. Reserve.


Recheio


1 lata de pêssego em calda
1/2 xícara da calda do pêssego
Forma de Abrir Vários Tamanhos em Antiaderente
Fôrma de aro removível
1 lata de leite condensado
2 colheres de sopa de amido de milho
150g de chocolate meio amargo ou ao leite (opcional, mas fica muito melhor com... rsrs)


Reserve 4 metades de pêssego para decorar.
Bata o restante dos pêssegos no liquidificador com a calda, o leite condensado e o amido de milho.
Leve ao fogo brando e mexa até engrossar.
Deixe esfriar e recheie a torta.
Leve à geladeira até que o creme fique firme.
Corte os pêssegos reservados em fatias e espalhe sobre o creme, para decorar.


Se quiser uma aparência ainda mais bonita, derreta um pouco de chocolate meio amargo ou ao leite (no microondas ou em banho-maria). Despeje o chocolate em um saquinho, corte uma das pontinhas e desenhe linhas perpendiculares sobre os pêssegos, formando um padrão xadrez.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Charuto de Folha de Uva Recheado com Carne de Soja

Mais um prato delicioso (embora um pouquinho trabalhoso! rsrs) para a culinária "árabe vegetariana"...


Charuto de Folha de Uva Recheado com Carne de Soja

Ingredientes


150g de Folhas de Uva em conserva (1/2 vidro de 300g drenado, cerca de 35 folhas)
1 xícara de proteína de soja em pedaços pequenos
molho para hidratar a proteína da soja
1 xícara de arroz cru
1 cebola pequena ralada (no ralo fino)
1 colher de sopa de tahine
1 colher de sopa de azeite
1/2 limão
sal a gosto (cerca de 1/2 colher de sopa)
pimenta síria (ou do reino) a gosto
hortelã picado a gosto
cheiro verde picado a gosto
600ml de caldo de legumes
600ml de água
1 xícara de vinho branco


Modo de Preparo


Hidratar a carne de soja no molho por 20 minutos e escorrer.
Juntar a carne, o arroz, a cebola, o tahine, o azeite, o sal, a pimenta, o hortelã e o cheiro verde. Misturar bem e reservar.
Lave as folhas de uva, para retirar o excesso de sal, e corte os talinhos e retire com a ponta da faca as nervuras centrais muito grossas (se houver). As folhas menores são mais macias e melhores para fazer os charutinhos, portanto reserve 3 ou 4 das folhas grandes para forrar o fundo da panela na hora de cozinhar os charutos.
Abra a folha de uva e recheie com a mistura de arroz e proteína de soja. Não encha muito, pois o arroz ainda vai crescer quando for cozido. Use cerca de 1 colher de chá para as folhas pequenas e 2 colheres de chá para rechear as grandes, isso deve bastar.
Para enrolar os charutinhos, dobre primeiro as laterais da folha e depois enrole (veja as fotos). Não precisa apertar demais, por causa do crescimento do arroz, mas também não deixe frouxo, senão o charuto acabará desmanchando.




Forre o fundo de uma panela grande com fatias grossas de cebola e, por cima, coloque as folhas grandes reservadas (para que os charutos não grudem).
Disponha cuidadosamente os charutinhos lado a lado.
Despeje o caldo de legumes, a água e o vinho branco. Leve ao fogo e, quando começar a ferver, abaixe o fogo e deixe a panela semi tampada.
Cozinhe por cerca de 50 minutos, até que o arroz esteja bem cozido e as folhas macias. Se necessário, acrescente um pouco mais de água durante o cozimento. Ao final, praticamente não sobrará água na panela.

Disponha os charutos lado a lado
Forre o fundo da panela

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Requeijão Caseiro

Gostosinho, baratinho e fácil de fazer... Receita de vó! rsrs E ainda rende 4 copos!

Requeijão Caseiro

Ingredientes

1/2 litro de leite
200g de manteiga
1,5 colheres de sopa de amido de milho (se preferir mais grosso, pode colocar 2 colheres)
200g de creme de leite (1 caixinha)
sal a gosto (cerca de 1 colher de chá)

Modo de Preparo

Dissolva o amido de milho no leite frio, adicione a manteiga e o sal e leve ao fogo, mexendo até engrossar. Deixe cozinhar bem.
Leve ao liquidificador, junte o creme de leite e bata por cerca de 5 minutos (é importante bater bastante).
Despeje o conteúdo nos copos, tampe e deixe na geladeira de um dia para o outro.
Ele só estará bom no dia seguinte!

domingo, 26 de setembro de 2010

Pão Integral de Ervas

Esse pão é bem saboroso, não precisa sovar e, se estiver calor e o fermento for fresco, cresce rapidinho... A receita rende 2 pães.

Pão Integral de Ervas


Ingredientes

2 colheres de sopa de açúcar mascavo
1 colher de sopa rasa de sal
1/2 xícara de óleo
2 xícaras de água
60g de fermento biológico fresco (Fleischmann ou comprado na padaria)
4 a 5 colheres de sopa de ervas secas (sugestão: alecrim, tomilho, óregano, sálvia, manjericão, etc). Você pode misturar várias ervas ou utilizar só um ou dois tipos.
300g de farinha de trigo integral
farinha de trigo branca (quanto bastar, cerca de 1 xícara)



Modo de Preparo

A massa dobra de volume
(parece uma esponja)
Bata no liquidificador o óleo, o açúcar, a água, o fermento e o sal.
Acrescente as ervas à mistura e despejar numa vasilha.
Junte a farinha integral e misturar bem.
Vá despejando a farinha branca aos pouco até dar o ponto. A massa deve ganhar certa consistência, mas ainda fica mole e "pegenta" (Veja o vídeo no final). Se ficar muito firme, o pão ficará duro. A massa deve estar bem aerada para obter um pão macio.
Cubra a vasilha com um plástico e um pano e deixe em um lugar escuro (pode ser no forno ou no microondas) até que ela dobre de volume. (Ela vai parecer uma esponja)
Distribua a massa em duas formas de bolo inglês, cubra novamente e deixe dobrar de tamanho outra vez.
Distribua a massa em 2 fôrmas de bolo inglês
e espere dobrar de volume novamente
 
Enquanto isso, pré-aqueça o forno (sem os pães lá dentro! rsrs)
A massa não crescerá mais no forno, portanto é importante que você espere ela crescer antes de assar (Dias frios e fermentos velhos são péssimos para o crescimento!)
Leve ao forno baixo para assar por cerca de 45 minutos, até que o pão doure (pode espetar com um palito, para ver se está sequinho, como bolo. Mas não abra o forno antes de 30min).






sábado, 25 de setembro de 2010

Seitan (bife de glúten)

O preparo é um pouco demorado, mas vale a pena... O seitan é uma ótima fonte de proteína, pode substituir ou ser misturado com a carne de soja. Eu, particularmente, até prefiro a textura e o sabor do seitan ao da proteína de soja...


Seitan (Bife de Glúten)

Seitan acebolado
Ingredientes


1kg de farinha de trigo branca (pode ser a mais barata que você encontrar)
3 xícaras de água
água para preparo e cozimento (esse é o único inconveniente, gasta bastante água! rsrs)
Temperos a gosto (um pouquinho de sal, pimenta do reino em grão, pimentão, alho, cebola, colorífico, sálvia, tomilho, alecrim, etc...)


Você vai precisar também de uma vasilha grande (para deixar a massa de molho) e de uma peneira ou escorredor  para lavar a massa.


Modo de preparo (fotos no final)


Corte o rolo em fatias grossas
Misture a farinha e as 3 xícaras de água, sovando a massa (como massa de pão). Amasse bem, até obter uma bola homogênea, semelhante a um pão.
Coloque a massa em uma vasilha, cubra com água e deixe de molho de um dia para o outro.
No outro dia, troque a água e amasse a massa submersa, até que a água fique turva (esbranquiçada).
Lave bem a massa e coloque-a, em uma peneira ou escorredor, sob água corrente da torneira.
Vá amassando, e virando a massa, para que toda a água esbranquiçada saia. O processo demora um pouco, mas é necessário, pois, enquanto houver pontos esbranquiçados, ainda há amido.
Guarde coberto pelo
caldo do cozimento 
Lave bem a massa, sem deixar que ela desmanche, abrindo e virando, até que não saia mais nenhuma água esbranquiçada.
Você vai obter uma massa bege, elástica e de aspecto esponjoso (parece o corpo do Bob Esponja! rsrs)
Faça um rolo com essa massa e leve à panela de pressão, junto os temperos que desejar. Não exagere no sal, pois este processo é o pré-preparo, você utilizará o sal a gosto quando for fazer o prato desejado. Se quiser acrescentar alguns legumes ao cozimento, também fica muito bom...
Cubra a massa com água (uns 4 dedos acima), tampe a panela e cozinhe em fogo alto por 30 minutos após "pegar pressão".
Depois de cozido, retire o rolo e corte em fatias grossas. Guarde coberto pelo caldo do cozimento, em uma vasilha tampada na geladeira.


Frite em um panela antiaderente
Isso tudo foi só o pré-preparo! Agora, você pode fazer o seitan acebolado, cozido ao molho, à milanesa, como estrogonofe, moído ou como você preferir... 


Se quiser prepará-lo como bife acebolado, basta uma pitadinha de sal e grelhá-lo em uma panela antiaderente (isso é fundamental, senão ele vai grudar na panela!) com um fiozinho de azeite. Quando estiver dourado dos dois lados, retire da panela e coloque nela mais um pouquinho de azeite e cebola cortada em rodelas finas, adicione um pouquinho de sal e frite a cebola até que esteja dourada. Depois, basta jogar a cebola sobre o bife e saborear essa delícia!

Amasse bem, até obter uma
bola homogênea, semelhante a um pão
.
Deixe de molho de um dia para o outro
Amasse a massa submersa,
até que a água fique turva
Lave bem a massa, até que não saia
mais nenhuma água esbranquiçada

Faça um rolo com essa massa
e leve à panela de pressão


sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Bolo de Fubá com Goiabada

Eu adoro esse bolo! Ele faz parte da categoria dos bolos "sequinhos", delicioso para o chá da tarde ou para acompanhar um café fresquinho...


Bolo de Fubá com Goiabada


Ingredientes


120g de manteiga
1 xícara de açúcar
4 ovos
2 xícaras de fubá
1 xícara de farinha de trigo
1/2 colher de sopa de fermento em pó
1/4 xícara de leite ou de leite de côco
Goiabada picada em pedacinhos pequenos (cerca de 250g)


Modo de Preparo


Unte um fôrma de buraco (de 23cm) e pré-aqueça o forno à temperatura média.
Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar. Junte os ovos e bata por mais 5 minutos.
Aos pouco, vá adicionando o fubá, misturado à farinha e ao fermento, alternando com o leite. Bata até a massa ficar homogênea.
Coloque um pouco da massa na assadeira e salpique alguns cubinhos de goibada, e vá intercalando finas camadas de massa com os pedacinhos de goiabada. Termine com a goiabada.
Leve ao forno médio e asse até o bolo dourar e até que, ao enfiar um palito no bolo, ele saia limpo.


O bolo não cresce muito, pois leva pouco fermento... E não precisa economizar na goiabada, quanto mais pedacinhos no meio, melhor. Na hora de montar, pode colocar um pedaço perto do outro, pois, quando o bolo cresce, eles ficam mais espalhados.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Estrogonofe de Carne de Soja

Fácil e muito gostoso...  Como acompanhamento, um arroz branco e batatas sautè são ideais... Se não quiser ficar descascando batatas, compre aquelas batatas chips Ao Forno, que também fica ótimo! (rsrs)

Estrogonofe de Carne de Soja

Ingredientes

2,5 xícaras de proteína de soja em pedaços grandes
Molho para hidratar a carne de soja (clique para conferir a receita)
1 cebola grande ralada
2 colheres de sopa de manteiga
4 colheres de sopa de catchup
2 colheres de sopa de mostarda
1 lata de molho de tomate refogado
200g de champignon fatiado
200g de creme de leite (1 caixinha)
½ xícara de água

Modo de Preparo

Hidrate a proteína de soja no molho e escorra. Corte os pedaços maiores ao meio, pois os pedaços muito grandes não ficam tão saborosos. Reserve.
Derreta a manteiga e refogue a cebola até que esteja transparente.
Adicione a proteína de soja e refogue até ela dourar.
Acrescente o catchup e a mostarda e refogue por mais alguns segundos.
Junte o molho de tomate, o champignon e a água e deixe cozinhar por cerca de 5 minutos, mexendo de vez em quando.
Junte o creme de leite, corrija o sal. Aqueça sem deixar ferver e bom apetite!

Se quiser garantir mais sabor à carne de soja, faça o seguinte, comece o preparo na véspera, mas não coloque a água e nem o creme de leite. Quando esfriar, guarde na geladeira e, no dia seguinte, quando for servir, acrescente a água, aqueça o estrogonofe, mexendo delicadamente, em fogo brando, junte o creme de leite e pronto!

Meu arroz

O post de hoje é uma dica não tão saudável, mas muito, muito prática! rsrs


Arroz rapidinho


Para quem ainda não experimentou, vale a pena provar o tal do Meu Arroz® da Knnor.
É super prático, num momento de pressa é uma mão na roda! E até que o arroz fica bem gostoso mesmo. Eu prefiro o tradicional, achei o gosto dos outros (alho e cebola) meio estranho...

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Sardinha na Pressão

Essa sardinha é fácil de fazer, rende muito e fica uma delícia, igualzinha a sardinha em lata (em conserva)! Um prato barato e saudável... Basta um arrozinho fresco pra acompanhar!

Sardinha na Pressão


Ingredientes

1kg de sardinha inteiras (limpa, sem cabeça e sem rabo)
2 cebolas fatiadas em rodela
4 tomates fatiados
Pimentão (opcional)
Orégano (opcional)
½ xícara de vinagre
½ xícara de água
½ xícara de óleo
Cheiro verde a gosto
Sal a gosto (cerca de ½ colher de sopa)
Pimenta do reino a gosto

Modo de Preparo

Na panela de pressão, monte camadas, começando com o tomate e a cebola, depois sardinha, pimentão e cheiro verde. Vá montando sucessivamente as camadas até acabar a sardinha.
Regue com o óleo, o vinagre, e depois o orégano, a pimenta e o sal e misturados na água.
Tampe a panela é leve ao fogo.
Quando “pegar pressão”, abaixe o fogo e marque 1 hora. Completado o tempo, desligue o fogo e deixe esfriar.
Não abra a panela e nem retire a sardinha ainda quente, senão ela vai desmanchar. Espere esfriar mesmo.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Pepino Agridoce

Essa saladinha oriental é uma delícia!


Pepino Agridoce


Ingredientes


300g de pepino japonês
1 colher de chá de sal
água para deixar o pepino de molho
1/2 xícara de açúcar
70ml de vinagre de arroz ou de vinho branco (não use o agrin!)
gergelim preto a gosto


Modo de Preparo


Dissolver o açúcar no vinagre e levar ao fogo brando, mexendo de vez em quando para dissolver todo o açúcar.
Cortar o pepino em rodelas bem finas
Quando ferver, desligar o fogo e deixar esfriar, enquanto você prepara o pepino.
Cortar o pepino em rodelas bem finas (neste caso, o ralador pode facilitar!).
Colocá-lo em uma vasilha, cobrir com água e adicionar o sal. Deixar de molho por 2 horas.
Escorrer o pepino, juntar o molho e o gergelim.
O ideal é que se prepare esse prato na véspera, e ele tem boa durabilidade na geladeira.
É perfeito como acompanhamento para pratos orientais.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Para conservar verduras por mais tempo

Se você costuma perder muita verdura, porque ficam murchas e queimadas na geladeira, aqui vai uma boa dica...


Para conservar verduras por mais tempo


Compre verduras hidropônicas (com as raízes nos maços), pois, além de terem menos agrotóxicos, são mais duráveis. 


Coloque a verdura dentro de uma vasilha com água e guarde-a na gaveta de verduras da geladeira. Como elas normalmente vêm em saquinhos com furos, pode deixar no saquinho para facilitar o manuseio. (Mas certifique-se que você há água dentro dos saquinhos! rs)


Desse modo, as raízes continuarão absorvendo água e a verdura durará muito mais. Colha, a cada refeição, a quantidade que for utilizar e lembre-se de trocar a água da vasilha de vez em quando, para que não fique com mau cheio...

Arroz Doce

Esse arroz doce é muito bom! Tem gosto de casa da vovó... rsrs

Arroz Doce


Ingredientes


2 xícaras de chá de arroz
2 xícaras rasas de açúcar
1 lata de leite condensado
2 gemas
1 colher de sopa de manteiga
1l de leite previamente fervido
1 lata de creme de leite
1 pitada de sal
canela em pau
canela em pó


Modo de Preparo


Colocar, em uma panela de pressão, o arroz, a canela em pau e a pitada de sal.
Colocar água até atingir 3 dedos acima do nível do arroz.
Levar para cozinhar em fogo alto por 5 minutos após a panela "pegar pressão". O arroz deve ficar cozido e bem molinho.
Coloque a panela debaixo da água corrente da torneira para esfriar e, quando perder a pressão, abra.
Leve de volta ao fogo e acrescente, nessa ordem, mexendo sempre, o açúcar, o leite e o leite condensado. 
Bata a manteiga e as gemas e junte ao arroz na panela, mexendo por mais alguns minutinhos.
Quando a mistura estiver bem homogênea, desligue o fogo, acrescente o creme de leite e misture bem.
O doce, enquanto quente, fica mole, mas fica consistente quando esfria.


Coloque o arroz doce em um pirex e decore com a canela em pó.

domingo, 19 de setembro de 2010

Sopa de Banana com Curry

Exótica e incomparável! Essa sopa é muuuuuito boa!


Sopa de Banana com Curry


Ingredientes


500g de banana nanica madura picada
2 colheres de sopa de manteiga
1 cebola grande picada
1 colher de chá de curry
1,5 l de caldo de legumes
suco de 1 limão
sal a gosto (cerca de 2 colheres de chá)
200ml de creme de leite


Modo de Preparo


Derreta a manteiga e refogue a cebola até que fique transparente. Acrescente o curry e misture.
Junte o caldo de legumes, as bananas, o suco do limão e o sal.
Deixe ferver, abaixe o fogo e tampe, deixando cozinhar por cerca de 15 minutos.
Espere esfriar um pouco (para não explodir! rs) e bata no liquidificador.
Volte o caldo para a panela, acrescente o creme de leite e aqueça antes de servir.


... e depois me conte se o sabor não é surpreendente.

sábado, 18 de setembro de 2010

Tabule

O Tabule é um delicioso prato libanês de salada. Normalmente, é servido sobre folhas de alface.

Tabule

Ingredientes

1 xícara de trigo moído (para kibe)
3 tomates médios picados
1 pepino japonês picado
1 cebola picada
½ maço de hortelã picada
Cheiro verde picado a gosto
4 colheres de sopa de azeite
1 e ½  limão
Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo

Coloque o trigo de molho em água por 20 minutos.
Retire a água e esprema bem. Reserve.
Juntar os tomates, o pepino, a cebola, as ervas e o trigo e misturar tudo.
Prepare o molho com o suco dos limões, o azeite, sal e pimenta e regue o tabule, misturando bem.

Se preparado na véspera, o tabule ficará mais saboroso!

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Kibe de Ricota

Para uma refeição árabe vegetariana completa, só falta o kibe! Pois aqui vai a receita de um delicioso kibe de ricota...


Kibe de Ricota


Ingredientes


1 xícara de trigo para kibe
450g de ricota
1 copo de iogurte
1 colher de sopa de manteiga amolecida
1 colher de sopa de azeite
1 cebola grande ralada
1/2 maço de hortelã picado
1/2 colher de sopa de zathar (tempero árabe)
sal a gosto (cerca de 1 colher de sopa rasa)
pimenta síria ou pimenta do reino a gosto
cheiro verde a gosto


Modo de Preparo


Coloque o trigo de molho em água por 45 minutos. Escorra bem, espremendo (de preferência com um pano de prato limpo) para retirar o excesso de água. Reserve.
Em um refratário, vá apertando a ricota com um garfo, para que ela fique toda esfarelada,sem pedaços grandes.
Junte, à ricota, todos os temperos (cebola, sal, pimenta, zathar) e misture bem.
Adicione a manteiga, o azeite e o iogurte e continue misturando.
Faça cortes delimitando os pedaços
Coloque o hortelã, o cheiro verde e, por último, o trigo escorrido. Misture até que a massa fique totalmente homogênea.
Nivele a massa no refratário, pressionando levemente para compactá-la.
Faça cortes na vertical e na horizontal, delimitando os pedaços do kibe, para que o meio asse com mais facilidade.
Leve em fogo médio por cerca de 45 minutos, até que o kibe esteja dourado.

Que doces maravilhosos!

Gabi Matos PatissiereQue doces maravilhosos!... Vale conferir!


Gabi Matos Patissiére


quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Sopa Ráris®

Essa é uma de minhas sopas favoritas... Simplesmente deliciosa!

Sopa Ráris®

Ingredientes

100g de arroz Ráris® 7 Cereais
450ml de água
2 cebolas picadas
2 colheres de sopa de manteiga
2 talos de aipo picados
1 colher de chá de tomilho
1 colher de chá de sálvia
850ml de caldo de legumes
1 colher de sopa de shoyu
6 batatas pequenas descascadas e picadas
1 cenoura cortada em cubos bem pequeninos
200ml de creme de leite
Sal a gosto

Modo de Preparo

Raris® 7 Cereais
Junte o arroz Ráris®, a água e um pouquinho de sal, deixe ferver, abaixe o fogo e cozinhe em fogo brando.
Quando cerca de metade da água já tiver evaporado, junte a cenoura picada e deixe cozinhar até que o arroz esteja macio e praticamente toda a água tenha secado. Reserve.
Refogue a cebola na manteiga até que esteja transparente.
Junte o aipo, o tomilho e a sálvia e refogue por 5 a 10 minutos.
Adicione o caldo de legumes, o shoyu e as batatas.
Cozinhe em fogo brando até que as batatas estejam macias.
Bata a mistura no liquidificador até que fique homogênea (trave a tampa do liquidificador para evitar explosões! rs)
Volte a mistura à panela e junte o Ráris® com a cenoura.
Acrescente o creme de leite e corrija o sal. Se a sopa estiver espessa demais, acrescente um pouquinho de água filtrada.
Aqueça em fogo brando e sirva.


No dia seguinte, essa sopa fica ainda mais saborosa!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Champignon Fresco com Ague

Uma nova possibilidade para o Ague (tofu frito), além do sushi... Um prato muito gostoso, que pode também ser feito também com tofu defumado.

Champignon Fresco com Ague

Ingredientes

110g de Ague (tofu frito)
250 de cogumelos (champignon) frescos
80g de manteiga
1 colher de sopa de gengibre ralado
2 dentes de alho picados
Cheiro verde a gosto
Sal a gosto

Modo de preparo

Corte o Ague em pedaços médios (1 a 2 cm) e ferva para retirar o excesso de óleo. Escorra bem e reserve.
Lave os cogumelos delicadamente e reserve.
Em uma panela, derreta a manteiga e junte o alho e o gengibre, refogando, em fogo brando, por 2 minutos.
Adicione os cogumelos, um pouquinho de sal (não é preciso muito, principalmente se a manteiga já for "com sal") e cozinhe por cerca de 5 a 10 minutos (dependendo do tamanho dos cogumelos), até que estejam macios.
Junte o Ague e aqueça por igual. Coloque o cheiro verde e pronto. Sirva quente em pequenas porções individuais.

Se preferir utilizar o tofu defumado, ao invés do Ague, o procedimento é o mesmo, apenas a fervura prévia do tofu é dispensada, basta escorrê-lo e juntar aos cogumelos no final do preparo.

Suco de melancia, morango e gengibre

Esse suco, além de delicioso e refrescante (e um pouco picante também! rs), é diurético e digestivo, rico em sais minerais e licopeno (antioxidante que ajuda a combater os radicais livres do organismo)... Precisa mais?


Suco de melancia, morango e gengibre

400g melancia picada e sem semente (de preferência gelada)
8 morango médios
½ colher de sopa de gengibre ralado
200ml de água gelada
açúcar a gosto

Bata tudo no liquidificador e aproveite o verão!

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Carne de Siri Gratinada com Castanha-do-Pará

Uma excelente opção para quem só come siri na casquinha... É deliciso!

Carne de Siri Gratinada com Castanha-do-Pará

Ingredientes

400g de carne de siri desfiada (à venda congelada em supermercados)
10 castanhas-do-pará picadas em pedacinhos pequenos
1 colher de sopa de manteiga
1 cebola pequena picada
1 dente de alho picado
1 colher de sopa de farinha de trigo
400 ml de creme de leite
1/2 colher de café de noz moscada
Sal a gosto
50g de mussarela ralada
30g de parmesão ralado

Modo de Preparo

Derreta a manteiga em uma panela e refogue a cebola até que fique transparente.
Acrescente o alho e as castanhas e refogue mais um pouco, sem deixar queimar.
Junte a carne de siri e o sal e refogue por cerca de 10minutos (até que a carne esteja cozida).
Coloque a farinha e misture bem, até que ela se misture totalmente à carne.
Adicione o creme de leite e a noz moscada, corrija o sal e mexa até que aqueça por igual.
Despeje tudo em um refratário e cubra com a mussarela e o parmesão.
Leve ao formo para gratinar. Quando o queijo dourar, é só servir.